quinta-feira, 7 de abril de 2011

O Surgimento de Povoações no Brasil - As Ferrovias Como Fator de Urbanização

As várias possibilidades de origem de núcleos urbanos no Brasil que abordei em postagens anteriores são válidas desde o período colonial. A de hoje, no entanto, somente apareceu nas décadas finais do Império.
De modo análogo ao que ocorreu em muitos outros países, também no Brasil o século XIX foi marcado pela implantação de uma malha ferroviária. Nesse caso específico, tinha por principal objetivo atender às regiões produtoras de café, com o fim de facilitar a exportação, ainda que a circulação de passageiros também fosse levada em conta.
Se observarmos mapas antigos, mostrando a expansão dos "caminhos de ferro", como se dizia na época, é possível verificar um fenômeno curioso: o trajeto não era planejado apenas para alcançar as cidades já existentes, onde eram construídas as estações ferroviárias mais importantes, mas muitas vezes era desenhado de modo a passar o mais próximo possível das grandes fazendas. E foi aí que as ferrovias tornaram-se um importante fator para o surgimento de novos núcleos urbanos.
A lógica do processo era quase sempre assim:
1) Uma pequena estação era construída nas imediações de uma fazenda dedicada à cafeicultura, facilitando o embarque da produção com destino aos portos;
2) Alguns funcionários da ferrovia precisavam, por razões de trabalho, residir próximo à estação, e assim algumas casas, eram construídas;
3) Esses moradores e suas famílias tinham, naturalmente, necessidades de consumo, o que atraía alguns pequenos comerciantes para a localidade;
4) Gradualmente, a pequena vila crescia, de modo que a primitiva estação dava origem a uma cidade.

Estação Ferroviária Manuel Leme, na cidade de Leme (SP), atualmente usada
como terminal para ônibus urbanos
Um exemplo interessante é a cidade de Leme, no interior de São Paulo. Em 1877 inaugurou-se a Estação Manuel Leme (tendo o nome do proprietário da fazenda de café mais próxima), ao redor da qual se estabeleceu uma povoação. Só depois é que veio a primeira capela, ou seja, neste caso a ferrovia inverteu a ordem habitual de urbanização que, durante séculos, havia predominado no Brasil.


Veja também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.