terça-feira, 26 de junho de 2012

Pedra-sabão

Sobre a pedra-sabão escreveu Ayres de Casal em sua Corografia Brasílica:
"... pedra-sabão de cor de pérola, alguma veiada de escuro, compacta, pesadíssima, facílima de trabalhar, cedendo à unha; fazem-se dela imagens, castiçais, escrivaninhas e ainda panelas ao torno. Dá excelentes gizes, o seu finíssimo pó é procurado pelos viandantes." (*)
Esse trechinho faz parte de uma obra publicada na segunda década do século XIX, mas quem quer que ande, ainda hoje, pelas chamadas Cidades Históricas de Minas Gerais, logo perceberá um amplo comércio de objetos em pedra-sabão, destinado principalmente a atender turistas, com peças que incluem desde expressões típicas da religiosidade popular até aquelas de cunho decorativo e/ou de uso doméstico. A variedade é enorme.

Jarra e bacia, exemplos de artesanato em pedra-sabão
Entretanto, a pedra-sabão (esteatito), justamente por ser fácil de trabalhar, como bem assinalou o Pe. Ayres de Casal, tem-se prestado a obras de arte sobremodo expressivas e, embora a produção do Barroco colonial brasileiro seja numerosa, os "Doze Profetas", que estão diante do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas do Campo (MG) são, de longe, o conjunto mais famoso. Esculpidos entre fins do século XVIII e início do XIX por Antônio Francisco Lisboa (o Aleijadinho), são parte do notável impulso para as artes, em particular no âmbito da arquitetura e da escultura principalmente de natureza sacra, que irrompeu nas Minas durante a fase mais significativa da extração aurífera colonial.


(*) AYRES DE CASAL, Manuel Corografia Brasílica, vol. 1
Rio de Janeiro: Impressão Régia, 1817, p. 361

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.