domingo, 17 de junho de 2012

Dias de Gala e Feriados no Império do Brasil

"Oh! Grandes e soberbos coches! Como ele gostava de ir esperar o Imperador, nos dias de grande gala, à porta do paço da cidade, para ver chegar o préstito imperial, especialmente o coche de Sua Majestade, vastas proporções, fortes molas, finas e velhas pinturas, quatro ou cinco parelhas guiadas por um cocheiro grave e digno! Outros vinham, menores em grandeza, mas ainda assim tão grandes que enchiam os olhos."
                                                                                                                                           Machado de Assis, Quincas Borba


Houve quem lamentasse, após a proclamação da República, o fim de todas aquelas celebrações com longos cortejos no Paço Imperial, cheios de pompa, que a gente da Corte corria a ver e que enchiam os olhos dos visitantes que, pela primeira vez, assistiam a tal espetáculo. Eram os dias de Grande Gala que, no Segundo Reinado, estavam assim distribuídos, ao longo do ano, pela ordem (*):

1º de janeiro - Cumprimentos ao Imperador pelo Ano Novo.
9 de janeiro - Dia do Fico.
14 de março - Aniversário da Imperatriz D. Teresa Cristina.
25 de março - Data do juramento da Constituição imperial.
7 de abril - Abdicação de D. Pedro I em favor de seu filho, D. Pedro II.
5 de maio (**) - Abertura dos trabalhos anuais da Assembleia Geral Legislativa.
23 de julho - Aniversário da aclamação do Imperador.
29 de julho - Aniversário da Princesa Isabel, filha do Imperador D. Pedro II.
4 de setembro - Aniversário de casamento do Imperador D. Pedro II.
7 de setembro - Independência do Brasil.
15 de outubro - Dia do nome (***) da Imperatriz.
19 de outubro - Dia do nome (***) do Imperador.
2 de dezembro - Aniversário do Imperador D. Pedro II.

Havia também, no calendário, os dias de Pequena Gala, datas consideradas menores que eram celebradas com cortejo na sala do Paço de São Cristóvão. Ocorriam nos seguintes dias:

11 de março - Aniversário da Princesa Januária, irmã do Imperador D. Pedro II.
13 de julho - Aniversário da princesa Leopoldina, filha do Imperador D. Pedro II.
18 de julho - Aniversário da sagração e coroação do Imperador D. Pedro II.
19 de julho - Aniversário de D. Luís, Conde d'Áquila, marido da princesa Januária.
31 de julho - Aniversário de D. Amélia, Duquesa de Bragança, segunda esposa de D. Pedro I.
2 de agosto - Aniversário de D. Francisca, princesa de Joinville, irmã do Imperador D. Pedro II.

Vale lembrar que essas datas não eram feriados nacionais; eram, sim, dias de celebração na Corte do Rio de Janeiro. Os feriados, nos quais não funcionavam repartições públicas, eram 25 de março, 7 de setembro e 2 de dezembro. As províncias costumavam ter também suas festividades nas datas respectivas em que haviam aderido à independência do Brasil. Isso tudo, é claro, além dos domingos e "dias santos de guarda", aliás bastante numerosos.


(*) Para as datas comemoradas, veja-se:
Folhinha de Modinhas Para o Anno Bissexto de 1868
Rio de Janeiro: Antônio Gonçalves Guimarães & Cia, pp. 95, 96 e 97.
(**) Única data de Grande Gala em que não havia cortejo no Paço.
(***) Além da data de nascimento, era uso comemorar a data do santo do calendário católico cujo nome fora dado à pessoa no batismo. No caso da Imperatriz, a data era 15 de outubro, por ser dia de Santa Teresa de Jesus. Para o Imperador, o Dia do Nome era 19 de outubro, dia de São Pedro de Alcântara.


Para ler mais sobre este assunto, acesse:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.