sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Um Ano Depois

Em 25 de dezembro de 2009 coloquei a primeira postagem neste blog. Ela havia sido escrita dias antes, enquanto aguardava uma reunião que não começava nunca, mas foi só na tarde do dia de Natal que tive alguns minutos livres para, finalmente, por assim dizer, inaugurar o blog.
Um ano depois, estamos na 94ª postagem. É tempo de agradecer, porque ao longo deste ano, se tive muito trabalho (seria tolice negar), encontrei muita gente simpática, disposta a colaborar, respondendo com paciência minhas quase intermináveis listas de perguntas. Às vezes, deixamos de agradecer por receio de omitir alguém. Pior, no entanto, seria esquecer de todos. Por isso, digo "obrigado":
- Ao André, que tantas vezes leu e deu palpites nas postagens antes que elas fossem publicadas;
- Aos restauradores e outros profissionais que interromperam seu trabalho para dar explicações sobre o que estavam fazendo;
- Aos seguranças e outros funcionários de igrejas, museus e cemitérios, que além de exercerem as funções para as quais são pagos, atuam, sem remuneração, como guias para os visitantes (menciono especificamente os funcionários do Museu Ferroviário de Jaguariúna (SP) , do Museu Gustavo Teixeira, de São Pedro (SP), do Museu Histórico e da Porcelana de Pedreira (SP), das Igrejas de N. Sra. da Candelária e do Bom Jesus, em Itu (SP), dos cemitérios, também de Itu, e São João Batista, de Rio Claro (SP), do Parque Ecológico de Amparo (SP) e da Polícia Rodoviária de Águas da Prata (SP);
- Ao Padre Rodolfo, do Santuário de N. Sra. do Perpétuo Socorro, de São João da Boa Vista (SP), um templo belíssimo, muito bem conservado e que vale a pena ser visitado;
- Aos estudantes que fizeram suas pesquisas visitando o blog;
- Aos seguidores do blog (poucos, mas muito bons!);
- Aos assinantes (feed ou e-mail);
- Aos que enviaram comentários;
- A você, leitor;
- No fim da lista, mas não menos importante, agradeço por todas as estripulias de todos os que foram antes de nós (e às de alguns contemporâneos também), sem as quais este blog não teria a menor razão para existir!

Vale dizer que, quando comecei o blog, ouvi sugestões no sentido de postar em inglês, o que me garantiria um número maior de acessos. Não duvido, mas procurei acreditar que é possível formar um público razoável, interessado em História e assuntos correlatos, prioritariamente no Brasil e nos demais países de língua portuguesa. De qualquer forma, sempre há o Google Translator... E o blog acabou tendo um número considerável de acessos do Exterior. Portanto, agradeço também aos leitores dos mais diversos lugares do mundo que acessaram o blog ao longo deste ano. Essa é uma parte importante (e boa) da Internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.