domingo, 15 de julho de 2012

Anúncios Curiosos das Primeiras Décadas do Século XX - Parte 4

À medida que a modernização tecnológica ganhava espaço nas mais diversas atividades econômicas, novos equipamentos destinados a escritórios entraram em comercialização, sempre com a proposta de facilitar e acelerar o trabalho.
Quando se veem documentos cartoriais do Brasil do Século XIX, por exemplo, percebe-se que quase toda a papelada é manuscrita. Por isso, nessa época, quem tinha de escrever como parte do trabalho precisava ter letra inteiramente legível, de modo que dominar a caligrafia acrescentava até um certo prestígio social. A contrapartida disso é que o trabalho podia ser extremamente moroso.
Pois bem, nas primeiras décadas do século XX, os meios mecânicos de escrita, já bastante usados em outros países, mas ainda de emprego um tanto restrito no Brasil, começaram a obter popularidade. Os anúncios que selecionei para esta postagem dão conta dessa nova situação.

Máquina de escrever (*)


Máquina de escrever sem teclado (**)


Equipamento para cópias (***)



(*) Revista A Cigarra, edição de 1º de agosto de 1914.
(**) Revista A Cigarra, edição de 15 de junho de 1914.
(***) Revista A Cigarra, edição de 6 de junho de 1914.
As imagens foram editadas para facilitar a visualização.


Para ler mais sobre este assunto, acesse:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.