domingo, 16 de março de 2014

Como os Índios Caçavam Onças

Onças eram animais temidos pelos índios e pelos colonizadores mais corajosos. Não obstante, eram caçadas pelos colonos (por causa da pele, em tempos nos quais questões ecológicas não estavam na ordem do dia, ou, com frequência, porque eram vistas como ameaça ao gado) e pelos índios, que as capturavam também pela carne. Estes últimos tinham, a propósito, um método singular para abatê-las, sem que fosse necessário um confronto muito perigoso - do ponto de vista dos humanos, é certo.
É Gabriel Soares (*) quem conta:
Caça à onça, de acordo com Rugendas (***)

"Armam os índios a estas alimárias em mundéus, que é uma tapagem de pau-a-pique, muito alta e forte, com uma só porta, onde lhe armam com uma árvore alta e grande levantada do chão, onde lhe põem um cachorro ou outra alimária presa, e indo para a tomar cai esta árvore que está deitada sobre esta alimária, onde dá grandes bramidos, ao que os índios acodem e a matam a flechadas, e comem-lhe a carne, que é muito dura e não tem nenhum sebo."
Fica subentendido, creio, que o próprio Gabriel Soares já deveria ter saboreado carne de onça, do contrário não teria muita autoridade para dizê-la dura e sem gordura. Acrescentaria ele mesmo, depois, referindo-se à caça especificamente da suçuarana (Puma concolor), que é também conhecida como onça-parda:
"Para os índios matarem estas alimárias esperam-nas em cima das árvores, donde as flecham, e lhes comem a carne." (**)

(*) SOUSA, Gabriel Soares de Tratado Descritivo do Brasil em 1587
Rio de Janeiro: Laemmert, 1851, p. 245
(**) Idem, p. 246.
(***) RUGENDAS, Moritz Malerische Reise in Brasilien
Paris: Engelmann, 1835
O original pertence ao acervo da Biblioteca Nacional; a imagem foi editada para facilitar a visualização.  

2 comentários:

  1. Minha querida Marta, fico feliz por ter arranjado a força anímica para voltar a escrever, a interessar-se pela sua amada História... tentei registar-me como seguidora, mas dá erro tanto no Internet Explorer como no Chrome. Voltarei mais tarde para tentar novamente
    Beijinho, um doce fim-de-semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz uns quatro ou cinco dias, tentei incluir-me como seguidora em O Berço do Mundo e também não consegui - vinha sempre a mesma mensagem de erro, e acho que tentei pelo menos sete ou oito vezes. Deve haver problema com o funcionamento do Blogger, eu acho.

      Excluir

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.